Brasília, 26 de junho de 2017 às 14:20
Selecione o Idioma:

Oriente Médio

Postado em 17/06/2017 6:14

Ações da coalizão dos EUA na Síria apenas dificultam derrota do Daesh

.

Share Button
© AFP 2017/ Petros Karadjias
As ações da coalizão internacional liderada pelos EUA na Síria só dificultam a derrota do grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico) por parte das tropas leais ao governo do país. Quem afirma é o chefe operacional do Estado-Maior da Rússia, Sergei Rudskoy.
“No momento vemos que as ações da coalizão só impedem a derrota do Daesh por parte das forças governamentais”, afirmou a repórteres.
Bandeiras da Rússia e da Síria no convés do porta-aviões russo Admiral Kuznetsov no Mediterrâneo
© SPUTNIK/ SERVIÇO DE IMPRENSA DA FROTA DO NORTE/ANDREY LUZIK/USO EDITORIAL
Rudskoy acrescentou que o Estado-Maior russo “não vê que a luta da coalizão liderada pelos EUA contra o Daesh tenha resultados significativos”.
Na última terça-feira (7) a coalizão internacional realizou um ataque contra as tropas pró-governamentais da Síria na região de Tanf.
O Ministério das Relações Exteriores da Síria fez um apelo para que a coalizão internacional liderada pelos EUA ponha fim aos bombardeios aéreos contra as tropas governamentais sírias, afirmando que estes ataques só levam ao fortalecimento do Daesh.
O ataque desta semana na zona de segurança em Tanf, onde a coalizão internacional realiza treinamento de rebeldes sírios, foi o segundo bombardeio na região em menos de um mês.
A Rússia, por sua vez, informou na última terça-feira que exigirá uma sessão extraordinária no Conselho de Segurança da ONU para tratar do mais recente ataque contra Tanf. Moscou classificou o ato como uma “agressão”.
Sputnik

Comentários: