Brasília, 19 de junho de 2018 às 13:57
Selecione o Idioma:

Colômbia

Postado em 16/05/2018 11:43

As FARC-EP que continuam em armas convocam ex-comandantes e ex-guerrilheiros a “voltarem às trincheiras”

.


Warning: Illegal string offset 'filter' in /home1/patri590/public_html/patrialatina.com.br/wp-includes/taxonomy.php on line 1372
Share Button

– Carta aberta aos ex-combatentes

por FARC-EP

Manifestação no Canadá.

Manifestação no Canadá. A captura do ex-comandante guerrilheiro Jesús Santrich não é o menor dos feitos desta oligarquia colombiana, se se considerar a centena de ex-combatentes assassinados pelas forças escuras do estado após a assinatura do acordo de desmobilização, as centenas de líderes sociais assassinados, as montagens, os falsos positivos e a estigmatização à campanha política contra candidatos da esquerda colombiana, demonstra-se a incoerência deste processo.

Das montanhas da Colômbia a direção nacional das FARC-EP faz um apelo à reflexão aos ex-comandantes e ex-combatentes que foram enganados com o negócio da desmobilização e maquilharam-se em nome da paz, a que considerem os seguintes pontos:

  1. Ter em conta que a constituição, a justiça, a suposta democracia, as garantias políticas e o acordo que vocês assinaram estão subordinados à vontade do império norte-americano com o beneplácito da oligarquia colombiana e serão destruídos, modificados ou espezinhados quando eles considerarem conveniente. A captura de Santrich é o vaso de flores na sala de recepções de Donald Trump.
  2. Fazer uma avaliação da implementação dos acordos e do seu avanço. Verão que tudo se encaminha para a vossa destruição, levando o movimento e as organizações sociais ao extermínio.
  3. O único caminho que nos deixa esta oligarquia é a continuação da luta político-militar e estamos seguros que depois de outros anos de luta dar-se-ão as condições para alcançar a verdadeira paz com justiça social pela qual temos lutado e que reclama o povo colombiano.
  4. Nosso apelo a ex-comandantes e ex-combatentes é para retomar as trincheiras. O povo o aguarda.
  5. Fazemos um apelo ao PCCC e organizações sociais para que se mantenham na clandestinidade. Os momentos que se avizinham são de extermínio, como já o fizeram com a União Patriótica.

Montanhas da Colômbia

Direção Nacional das FARC-EP

Ver também:

“Que no haya un prisionero más, ni un muerto más de las FARC-EP ni del Movimiento Social y Popular” , Cmte. Jesus Santrich, em 10/Abr/2018, início da sua greve de fome

“Seguir así a las FARC es un suicidio”

Informação Fevereiro/2018

Asesinados dos excombatientes de la FARC en Antioquia

Las FARC han sido “asaltadas” en su buena fe…

O original encontra-se em www.resumenlatinoamericano.org/…

Esta carta aberta encontra-se em http://resistir.info

Comentários: