Brasília, 9 de dezembro de 2018 às 20:48
Selecione o Idioma:

Internacional

Postado em 19/09/2018 3:44

China se livra de títulos do Tesouro estadunidense no valor de US$ 7,7 bilhões

.

© REUTERS / Jason Lee

Segundo os dados do Departamento do Tesouro dos EUA, a China realizou a venda massiva de seus títulos do Tesouro dos EUA no valor de 7,7 bilhões de dólares (R$ 32 bilhões).

Pequim reduziu assim seus investimentos em títulos da dívida pública estadunidense para um valor mínimo dos últimos seis meses: 1,171 trilhões de dólares (R$ 4,87 trilhões) Entretanto, a China continua sendo o líder na lista dos principais credores dos EUA. O Japão fica no segundo lugar, com 1,03 trilhão (R$ 3,8 trilhões).

A Irlanda ocupa o terceiro lugar, possuindo títulos no valor de 300 bilhões de dólares (R$ 1,3 trilhões).Anteriormente, a Rússia vendeu cerca de 85% dos títulos do Tesouro dos EUA que possuía e aumentou suas reservas de ouro para um nível recorde. Em abril e maio deste ano, Moscou reduziu os ativos em títulos do Tesouro dos EUA de 96 bilhões de dólares (R$ 369,7 bilhões) para 15 bilhões de dólares (R$ 56,2 bilhões). A lista dos 33 maiores detentores de dívida pública publicada pelo Departamento do Tesouro dos EUA já não inclui a Rússia.

Em resposta às possíveis sanções contra a dívida soberana russa, o chefe do Comitê de Mercados Financeiros da Duma de Estado russa propôs reduzir os investimentos russos em títulos do Tesouro dos EUA para que “o dinheiro russo não trabalhe nos interesses da economia norte-americana”.

Comentários: