Brasília, 24 de novembro de 2017 às 04:33
Selecione o Idioma:

Brasil

Postado em 30/10/2017 9:57

Chomsky: EUA deram um “golpe suave” no Brasil

.

Share Button
Judge Murrow e procuradores made in USA

O Golpe de 2017 também começou em Washington

Noam Chomsky é um sábio.

Recentemente, Chomsky elogiou o trabalho do chanceler (o melhor deles…) Celso Amorim.

Chomsky acompanha as desventuras do Brasil e, especialmente as dos Estados Unidos, embora prefira o otimismo (moderado) à desesperança, como demonstra nesse livro de entrevistas a C. J. Polychroniou sobre o “Capitalismo, o Imperio e a Mudança Social” (Haymarket Books, 2017).

Chomsky observa:

Embora decadente, “os Estados Unidos, do ponto de vista militar, permanecem supremos… Uma (maneira de exercer essa supremacia) é montar uma “coalizão de aliados de boa vontade”, quando a opinião pública internacional majoritariamente se opõe ao recurso americano à violência, como foi no Iraque. Outra forma (de os EUA exercerem sua soberania) são “golpes suaves” (“soft coups“) como acontece nesse momento no Brasil, aplicados em lugar do apoio a Estados neo-nazistas de segurança nacional, como aconteceu em passado não distante.”

Noutro ponto, Chomsky se refere ao “golpe suave” que “os militares deram em Honduras, em 2009, e que Obama, praticamente isolado, apoiou”

Precisa desenhar, amigo navegante?

PHA/Conversa Afiada

Comentários: