Brasília, 20 de novembro de 2018 às 12:23
Selecione o Idioma:

Papo do Dia:

Nossa América

Postado em 03/11/2016 10:05

‘Clinton terá uma agenda desestabilizadora na América Latina’, diz especialista

.

 © REUTERS/ Joshua Lott/Files
Com Hillary Clinton na Casa Branca, os EUA manterão uma agenda de “ações desestabilizadoras” na América Latina, principalmente contra os governos da Venezuela e Bolívia. Quem opina é o jornalista chileno e analista internacional, Pablo Jofré.
Clinton terá “uma política externa sem grandes variações, mas com o perigo certo de ampliar as ações desestabilizadoras contra os governos da Venezuela e Bolívia, principalmente”, alertou.
O especialista destacou que, se a candidata do Partido Democrata vencer nas eleições de novembro, “as ameaças de intervenções, bloqueios, embargos, golpes de Estado, golpes suaves e desestabilização serão parte do menu que os EUA oferecem à América Latina”.
Ele ainda destacou que Clinton “tem uma história de ações criminosas” na região, principalmente atuando como secretária de Estado.  “Clinton é um animar voraz que não acredita na democracia, que não acredita nas relações entre os povos, acredita simplesmente na submissão”, atacou Pablou Jofré.
Para ele, o triunfo de Clinton é o triunfo dos poderes, do complexo militar industrial, do lobby judeu, o mais execrável da política americana”.
A eleição presidencial nos Estados Unidos será realizada no dia 8 de Novembro.

https://br.sputniknews.com/mundo/201611036718750-clinton-agenda-desestabilizadora-america-latina/

Comentários: