Brasília, 19 de novembro de 2018 às 06:18
Selecione o Idioma:

Sem Titulo

Postado em 10/07/2016 10:18

Combates encarniçados recomeçam na capital do Sudão do Sul

.

© AP Photo/ Mackenzie Knowles-Coursin
De acordo com a Missão das Nações Unidas no país, em Juba, capital do Sudão do Sul, recomeçam tiroteios.
Soldados governamentais do Sudão do Sul na cidade de Koch
© AP PHOTO/ JASON PATINKIN
A Organização das Nações Unidas relata atividade militar em Juba com uso de armamento pesado perto de uma base da ONU.
O número de mortos subiu para 272 pessoas em apenas uma semana de combates entre tropas governamentais e oposição, disse uma fonte do Ministério da Saúde citada pela Reuters.
As forças do presidente, segundo relatos de múltiplas fontes, iniciaram o combate lançando um ataque contra as tropas da oposição baseados perto da capital, informou a rádio local Tamazuj.
A guerra civil começou no Sudão do Sul, no final de 2013, entre o governo e as forças de oposição do país depois do presidente Salva Kiir Mayardit ter acusado os líderes da oposição Riek Machar e Pagan Amum de planejar um golpe de estado. O presidente pertence ao povo dinkas, mas Machar — aos nuers. As tensões entre as facções étnicas transformaram em palco de hostilidades a capital do país.

Comentários: