Brasília, 16 de dezembro de 2018 às 05:07
Selecione o Idioma:

Equador

Postado em 28/09/2016 4:51

Começa no Equador Encontro Latino-americano progressista

.

Cúpula da Capilla del Hombre vista do interior
“Revelando o novo Plano Condor por um Pacto Ético Latino-Americano” é o título do 3º Encontro Progressista ELAP 2016, que começa nesta quarta-feira (28) em Quito, Equador, com a presença de representantes de partidos e movimentos sociais do mundo inteiro.
Mais de 80 formações políticas e organizações, além de líderes da região e em nível global participam da reunião, prevista para até o próximo dia 30 de setembro nas cidades de Quito, Guayaquil e Montecristi.
Mesas redondas, palestras e jornadas especiais de governos locais, bem como de juventudes, distinguem o evento, que pretende ser um espaço de intercâmbio e análise entre progressistas, sobre a realidade da América Latina, seus desafios e as perspectivas sociais, políticas e econômicas da região.
Mais de 80 movimentos e partidos estarão presentes nos três dias de debate, segundo confirmou o partido governante do Equador, Aliança País, que organizada o evento.
Os debates buscam analisar a correlação de forças na região, os principais problemas que atravessa em relação aos poderes contrarrevolucionários locais e multinacionais, assim como refletir sobre a gestação do processo denominado pelo presidente equatoriano, Rafael Correa, de novo Plano Condor.
Igualmente, procura consolidar um Pacto Ético Latino-Americano frente à evasão de impostos, cujo destino econômico são os paraísos fiscais.
Na opinião dos organizadores, o encontro colocará os novos temas políticos da agenda regional sobre a mesa e fortalecerá alianças e inter-relações que permitirão a continuação dos processos democráticos.
Entre as personalidades que dissertarão durante a primeira jornada estão o presidente equatoriano, com o tema: A esquerda e a economia em tempos de mudança, e o vice-chefe do Departamento Internacional do Partido Comunista da China, Liu Hongcai, que dissertará sobre a China e sua relação com a América Latina em tempos de mudança.
Para a quinta-feira está prevista a intervenção do membro do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba, José Ramón Balaguer, sobre o tema: América Central e Caribe na década latino-americana.
A chanceler venezuelana Delcy Rodríguez falará sobre a integração regional, a soberania e o desenvolvimento, enquanto a ex-presidenta argentina, Cristina Fernández, dedicará sua exposição à situação atual de seu país e a organização para a vitória.
Os debates em Guayaquil contemplam oradores como o ex-presidente uruguaio José Mujica, que fará referência aos governos progressistas, fazendo a avaliação sobre os mesmos e dissertando sobre propostas para o futuro próximo.
Paralelamente, se realizará um encontro de juventudes progressistas em Montecristi, que inclui percursos pela Cidade Alfaro, painéis de discussão sobre temas atuais e uma jornada solidária em um albergue de Portoviejo, cidade severamente afetada pelo terremoto de abril passado.
O 3º Encontro Latino-Americano Progressista terminará na sexta-feira (30), na Capilla del Hombre, monumento dedicado à humanidade feito pelo artista equatoriano mundialmente reconhecido, Oswaldo Guayasamín.
Prensa Latina

Comentários: