Brasília, 18 de novembro de 2017 às 14:29
Selecione o Idioma:

Internacional

Postado em 01/06/2017 7:37

Documentos de identificação descobertos no rastro de ataques terroristas

.

Share Button

 

Terroristas que se prezam deixam sempre assinatura…
– Manchester, Berlim, Paris, Nice, Londres, Nova York
por Michel Chossudovsky
Este artigo faz a revisão do “misterioso” fenómeno dos documentos de identificação e passaportes que são rotineiramente descobertos (muitas vezes no entulho) junto a suspeitos de terrorismo após um ataque terrorista.

Na maior parte dos casos, o alegado suspeito já era conhecido das autoridades.

Segundo os governos e informações dos media, os referidos suspeitos são sem excepção ligados a uma entidade filiada à Al Qaeda.

Nenhum destes suspeitos de terrorismo sobreviveu. Homens mortos não falam.

No caso dos eventos trágicos de Manchester, o cartão bancário do alegado bombista suicida Salman Abedi foi encontrado no seu bolso após a explosão.

Legitimação das narrativas oficiais? O Reino Unido é tanto uma “vítima do terrorismo” como um “Estado patrocinador de terrorismo”. Sem excepção, os governos de países ocidentais que são vítimas de ataques terroristas têm apoiado, directa ou indirectamente, o grupo de organizações terroristas Al Qaeda – incluindo o chamado Estado Islâmico (ISIS), o qual é alegadamente responsável por perpetrar estes ataques terroristas. Como está amplamente documentado, a Al Qaeda é uma criação da CIA.

Abaixo está uma revisão das circunstâncias e provas respeitantes aos passaportes e documentos de identificação descobertos após ataques terroristas seleccionados, com links para artigos do Global Research e informações dos media (2001-2017). (Esta lista não é de modo algum exaustiva)

Do 11/Set em Nova York à Manchester de Maio/2017
Em ordem cronológica inversa

O ataque terrorista de Manchester, Maio/2017
Suspeito da bomba de Manchester dizem ter ligações à Al Qaeda…

NBCNews.com, 23/Maio/2017, Manchester, Inglaterra — Salman Abedi, o britânico de 22 anos… num ataque bombista suicida, tinha ligações à Al Qaeda e havia recebido treino terrorista… foi identificado por um cartão bancário descoberto no seu bolso na cena do…

Ataque de Manchester como ricochete(blowback) do Mi6?
Por Evan Jones, 26/Maio/2017
“Um cartão bancário foi convenientemente descoberto no bolso do… O Daesh responsabilizou-se pelo ataque de Manchester, mas sem…”

MANCHESTER, Inglaterra – Salman Abedi, o britânico de 22 anos que se acredita ter morto 22 pessoas num ataque bombista suicida , tinha ligações à Al Qaeda e havia recebido treino terrorista no exterior, informou quinta-feira um responsável da inteligência dos EUA à NBC News quando o Reino Unidos aumentou seu nível de ameaça terrorista para a categoria mais alta.

O responsável da inteligência dos EUA, o qual tem conhecimento directo da investigação, diz que Abedi, cuja família é de ascendência líbia, foi identificado por um cartão bancário descoberto no seu bolso na cena da explosão após um concerto Ariana Grande na Manchester Arena. A identificação foi confirmada por tecnologia de reconhecimento facial, disse o responsável.

Abedi havia viajado para a Líbia nos últimos 12 meses, um dos múltiplos países que visitou, disse o responsável. E apesar de ter “ligações claras à Al Qaeda, acrescentou o responsável, Abedi também podia ter conexões a outros grupos.

Nenhuma imagem do alegado cartão bancário está disponível.

Ironicamente, o suspeito Abedi foi primeiramente identificado por Washington ao invés da polícia e segurança do Reino Unido. Como é que eles podiam saber quem era o culpado três horas após a explosão? Segundo Graham Vanbergen :

Nas primeiras horas da manha de 23 de Maio – aproximadamente 02:35 BST , a NDTV via The Washington Post declarava bastante categoricamente que:
“Responsáveis estado-unidenses, falando na condição de anonimato, identificaram o atacante como Salman Abedi . Eles não forneceram informação acerca da sua idade ou nacionalidade e responsáveis britânicos não quiseram comentar acerca da identidade do suspeito”.

Isto foi publicado no momento em que a polícia e os serviços de segurança britânicos estavam a recusar-se a fazer quaisquer declarações acerca de quem pensavam que fossem os perpetradores porque naquele momento eles estavam a tratar das consequências imediatas do evento.

O ataque terrorista de Berlim com camião, Dezembro/2016

'.O suspeito terrorista do camião em Berlim e a curiosa questão dos documentos de identificação deixados atrás de si
Por WhoWhatWhy , 22/Dezembro/2016
O suspeito do ataque terrorista com camião e a curiosa questão dos documentos de identificação deixados atrás de si. Por WhoWhatWhy. Global Research, 22/Dezembro/2016. Who What Why 21….:

Os documentos de identidade do suspeito foram encontrados dentro do camião utilizado no ataque de segunda-feira num mercado de Natal, o qual resultou em 12 mortos, disseram responsáveis alemães da segurança.

O suspeito era conhecido dos serviços de segurança alemães como alguém em contacto com grupos islâmicos radicais e havia sido avaliado como apresentando um risco, informou o ministro da Westphalia a Norte do Reno, Ralf Jaeger, a repórteres.

O ataque terrorista de Nice, Julho/2016 Fonte: Daily Mail, 15/Julho/2016

O ataque terrorista de Nice: Rumo a um estado permanente de Lei Marcial em… o alegado perpetrador está morto e convenientemente deixou seus documentos de identidade atrás de si.

Nice, Massacre de 14 de Julho: Rumo à Lei Marcial? O Estado Islâmico (ISIS-Daesh) assume responsabilidade?
Por Peter Koenig , 15/Julho/2016
De acordo com Peter Koenig em relação ao ataque terrorista de Nice:
Durante a celebração noturna do Feriado Nacional Francês, cerca das 23 horas, um camião veloz acometeu violentamente uma multidão de milhares de pessoas que assistiam aos fogos de artifício ao longo do Boulevard Anglais mediterrânico. O condutor do camião estava simultânea e indiscriminadamente a atirar-se à multidão. Ele conseguiu andar cerca de 2 quilómetros antes de ser travado pela polícia, a qual instantaneamente disparou e matou-o.

Um horrendo ataque terrorista, matando multidões de pessoas, propagando sofrimento, miséria, medo e ultraje em França, na Europa – no mundo todo. Todas as indicações assinalam o Grande Roteiro (Big Script)de mais um ataque de falsa bandeira, mais uma vez em França.

O jovem condutor do camião foi identificado como um francês de 31 anos, residente em Nice, com origens tunisinas. Como nos casos anteriores, por “coincidência” seus documentos de identidade foram encontrados no camião.

'.
O jovem foi morto instantaneamente pela polícia. Os mortos não podem falar. Um padrão já bem conhecido.

Ataque terrorista ao Charlie Hebdo, em Paris, Janeiro/2015

A polícia encontrou o documento de identificação de Said Kouachi na cena do tiroteio no Charlie Hebdo. Será que isto soa familiar?
Por Dr. Paul Craig Roberts , 10/Janeiro/2015
“De acordo com o noticiário, a política encontrou o documento de identidade de Said Kouachi na cena do tiroteio no Charlie Hebdo. Será que isto soa familiar? Recordem: as autoridades afirmam terem encontrado o passaporte intacto de um dos alegados sequestradores do 11/Set entre as maciças ruínas pulverizadas das Torres Gémeas”.

Ataque terrorista do Bataclan, Paris, Novembro/2015
Os ataques terroristas do 11/Set e de Paris: “Provas” semelhantes tornam-se suspeitas
Por Timothy Alexander Guzman , 20/Novembro/2015
O Estado Islâmico (ISIS/ISIL) declarou ser responsável pelos ataques mais recentes em Paris, tal como o fez a Al Qaeda que também se responsabilizou pelo 11/Set. … Contudo, há semelhanças entre os ataques terroristas em Paris e na cidade de Nova York no 11 de Setembro.

Primeiro, os passaportes sírio e egípcio de dois dos bombistas suicidas foram encontrados na cena do ataque no estádio na parte norte da cidade. Mesmo depois de ambos os terroristas detonarem seus dispositivos explosivos, os seus passaportes ainda foram encontrados.

Isto traz-nos de volta aos ataques terroristas do 11 de Setembro, em que responsáveis dos EUA recuperaram um passaporte intacto a uns poucos quarteirões do World Trade Center , pertencente a um dos sequestradores.

Passaportes mágicos recorrentes: O passaporte sírio alegadamente descoberto no bombista suicida de Paris
Por 21st Century Wire , 14/Novembro/2015

No contexto do inquérito acerca dos massacres de Paris, um passaporte sírio (imagem à direita) foi encontrado junto a um dos bombistas kamikazes do Stade de France. Depois de ser apontado pelo presidente Hollande como responsável pelos ataques, o Estado Islâmico afirmou que havia engendrado a carnificina. O executivo francês, que já havia declarado pretender entrar em acção na Síria, alegadamente contra o ISIS mas realmente contra Bachar El Assad, o qual “tinha de ir”, encara isto como uma pista significativa que incentiva sua expedição militar.

Ataque terrorista de Londres, 7/Julho/2005
As explosões londrinas de 7/Julho e a Operação “Stepford Four” do MI5: Como as explosões de Londres em 2005 transformaram todo muçulmano num “suspeito de terrorismo”

Por Karin Brothers , 26/Maio/ 2017

Na terça-feira, 12 de Julho, a esposa de Lindsay, Samantha Lewthwaite, telefonou à polícia para informar o desaparecimento do seu marido Germaine (“Jamal”). A polícia investigou a sua casa imediatamente. No dia seguinte, 14 de Julho, a polícia anunciou que tinha o documento de identificação de Lindsay e que ele era o quarto bombista. Lewthwaite ficou incrédula e recusou-se a acreditar na acusação sem prova do DNA. A identificação da polícia foi espantosa porque eles tinham estado a afirmar que todos os suspeitos pareciam paquistaneses; não havia maneira de alguém poder confundir o grande e negro Lindsay com um asiático. Para a polícia estivera a olhar?

Ataques terroristas do 11/Set: 11/Setembro/2001

Será que a América foi atacada por muçulmanos em 11/Set?
Por David Ray Griffin , 11/Setembro/2016

A verdade do 11/Set e o inquérito conjunto do Congresso: 28 páginas de orientação errada sobre o papel da Arábia Saudita
Por Dick Atlee e Ken Freeland , 11Setembro/2015
Durante anos o movimento 9/11 Truth (9TM) esteve a implorar em vão … ao agente do FBI Dan Coleman para que explicasse como o passaporte do sequestrador do 11/Set …

Contradições do 11/Set: o Mitsubishi de Mohamed Atta e sua bagagem
Por David Ray Griffin , 09/Maio/2008
Contradições do 11/Set: o Mitsubishi de Mohamed Atta e sua bagagem … Ele também continha um passaporte saudita, um carta internacional de condução, …

Na versão oficial do 11/Set o FBI afirmou que havia encontrado o passaporte incólume de um dos pilotos próximo a uma das torres que haviam sido reduzidas a cinzas pelas explosões, cujo calor fundira mesmo o aço das colunas na estrutura dos edifícios. O crash do quarto avião perto de Shanksville também rendeu um passaporte o qual, embora ligeiramente queimado, ainda permitiu ler o primeiro nome e o sobrenome e ver a sua foto de identificação. Isto é o mais perturbante de tudo pois nada restou na cratera, nenhuma parte do avião ou das pessoas que nele viajavam, só este passaporte parcialmente queimado.

Confirmado por Dan Rather, da CBS News: “um transeunte encontrou o passaporte de um dos sequestradores” na rua, apenas horas depois dos ataques do 11/Set. (Vídeo aos 1′.23”).

Segundo Who What Why :

O [documento] de Visto (Visa) de Satam al-Suqami : Este documento de identidade de um dos alegados sequestradores do 11/Set de algum modo sobreviveu incólume a uns poucos quarteirões das Torres Gémeas, embora o próprio avião fosse virtualmente aniquilado.
'.
Os passaportes pertencentes a Ziad Jarrah e Saeed al-Ghamdi: Os passaportes dos dois alegados sequestradores do Voo 93 da United Airlines supostamente sobreviveram ao crash ardente na Pennsylvania que deixou o próprio avião carbonizado e amplamente disperso – com um passaporte inteiramente intacto.
'.
Passaporte of Saeed al-Ghamdi
Matéria para meditação

Podemos nós acreditar na narrativa oficial do governo?

Podemos nós acreditar nos media ocidentais?

O original encontra-se em www.globalresearch.ca/…

Este artigo encontra-se em http://resistir.info/

01/Jun/17

 

Comentários: