Brasília, 23 de fevereiro de 2018 às 08:08
Selecione o Idioma:

Papo do Dia

Postado em 04/01/2018 11:10

E SE FOSSE DE LULA O APARTAMENTO DE FHC EM PARIS NA AVENUE FOCH?

.


Warning: Illegal string offset 'filter' in /home1/patri590/public_html/patrialatina.com.br/wp-includes/taxonomy.php on line 1372
Share Button

Jânio de Freitas na folha de São Paulo

O apartamento que alguns brasileiros costumam atribuir a Fernando Henrique Cardoso é na Avenue Foch, em Paris, endereço dos príncipes de Mônaco, da família real da Arábia Saudita e de milionários de todo o planeta.

Acontece que o apartamento está no nome de um brasileiro que o mundo mafioso costuma chamar de “laranja”.

Fiz a investigação nos arquivos imobiliários da cidade de Paris a pedido de um jornal brasileiro online e fui informada do nome do “dono” : o melhor amigo do filho de FHC, Jovelino Carvalho Mineiro Filho. Depois soube que esse Jovelino Mineiro é associado aos filhos de FHC na Fazenda Buritis.

Imaginem a mesma história com Lula!

Leneide Duarte-Plon mora em Paris há muitos anos e é jornalista em acepção total da palavra. Uma moça fina, enfim. Ela foi lá e fez o que a chamada imprensa, um conceito rarefeito no Brasil, faz. Você ou alguém aí já foi na Avenue Foch? Eu já, há pouco mais de um mês. A sensação, é esta a palavra, lá, é que se Lula tivesse roubado o prédio todo do Guarujá, aquela joinha que os lavajetis dizem que é dele, sabendo que não é, ele não teria como pagar por um metro quadrado na Avenue Foch. São apartamentos de 17 milhões de euros. Um lugar onde os muito ricos e os novos muito ricos moram, em Paris. Mal há uma padaria por perto. Uma coisa ostentatória, deslumbrada, que deveria envergonhar o país. Mas as pessoas acham que Fernando Henrique é sério e que Lula é um bandido.

Digam-me uma coisa: que salário paga um apartamento de17 milhões de euros? Nenhum. Essa não é uma quantia salarial, é simples assim. Lembrem: Lula pode ir preso porque Marisa Letícia não explicou como adquiriu dois pedalinhos, os famosos Marx e Hegel, no valor de menos de quatro mil reais, os dois. E também com base na acusação de serem donos de um apartamento, ou de terem comprado um apartamento que não compraram, mas visitaram uma única vez, e não fecharam negócio.

Na manhã em que saí caminhando pela Avenue Foch, muitas coisas passaram pela minha cabeça. Fiquei com uma vontade danada de escrever sobre a percepção que fica muito clara, do quanto o Brasil é um país perverso com o seu povo. Do quanto somos racistas e mesquinhos. Talvez um valet que trabalhe na Avenue Foch possa comprar à vista uma joça daquela, no Guarujá. Seja como for, é impensável que as sumidades dos combatentes da corrupção, nunca antes vista, não saibam do que se trata esta história. Eles sabem, Jânio de Freitas escreveu a respeito em 2003:  http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc1201200306.htm

Quando um professor universitário, um presidente da república do Brasil, alguém sério, teria um apartamento de 17 milhões de euros, senão tiver ganhado na megasena e seguir vivendo de renda? Vocês acham que ele por acaso o aluga no airbnb? Imaginam o IPTU de uma coisa dessas? E os custos básicos de manutenção?

Querem explodir o Brasil e tornar o país irrespirável. Estão clandestinizando a esquerda organizada e representativa. Essa turma, essa choldra, essa escumalha, quer isso. É preciso uma mistura macabra de racismo e pedantismo delirante para fazer isso sem o menor respeito pela inteligência alheia, que seja a de poucos, mas cá está. E é preciso muita desumanidade e maldade com os que estão sendo tragados pela destruição que estão promovendo no Brasil

Comentários: