Brasília, 20 de novembro de 2018 às 13:30
Selecione o Idioma:

Papo do Dia:

Cultura

Postado em 07/07/2018 9:47

Estrelas do ballet internacional brilham no Panamá

.

Panamá, (Prensa Latina) Grandes figuras do ballet internacional como os cubanos Viengsay Váldes e Osniel Gouneo se reúnem hoje nesta nação para oferecer sua arte e estilo depurado, como parte da segunda edição do Panamá Ballet Festival.

O evento, que contará amanhã com uma noite artística de alto nível interpretativo, tem como objetivo impulsionar o talento e promover o Panamá como um potencial centro de dança regional.

Entre as estrelas da dança clássica internacional que também se apresentarão no central teatro Anayansi se destacam Filipa De Castro e Carlos Pinillos, do Ballet Nacional de Portugal; a japonesa Misa Kuranaga; os estadunidenses Dusty Button e Patric Palkens e a panamenha Eileen Frazer, entre outros.

Peças emblemáticas como O lago dos cisnes, Bayadere, Dom Quixote, O corsario, Diana e Action, entre outras, poderão ser apreciadas pelo público em uma noite, onde a beleza dos movimentos e a riqueza técnica das interpretações serão uma homenagem à genialidade de seus criadores.

Cabe assinalar que a agenda do Festival também inclui classes de estudantes entre 9 e 17 anos de diferentes academias de dança do país, as quais são dadas por professores de reconhecidas companhias como Anatoli Kucheruk, Elena Ovchinnikova, Misa kuranaga e Dusty Button.

Em coletiva de imprensa, a primeira bailarina do Ballet Nacional de Cuba, Viengsay Váldes, agradeceu as ‘oportunidades tão lindas como estas, de sempre compartilhar o palco com grandes estrelas a nível internacional’, além de se reunir e dançar novamente com seu parceiro habitual na companhia antilhana, Osniel Gouneo.

A diretora do Ballet Nacional do Panamá, Glória Barrios, reconheceu que este festival é uma grande oportunidade para os atuais bailarinos e as jovens promessas da dança clássica no país, de compartilhar o palco com figuras de renome.

Precisou que continuarão apoiando esta iniciativa, enquanto ‘promove nossa arte e nossa paixão, que é o ballet’.

Anunciou que os bailarinos panamenhos interpretarão Paquita, uma peça em dois atos e três cenas, com roteiro de Paul Foucher, coreografia de Joseph Mazilier e música de Édouard Delvedez, que foi estreado em 1 de abril de 1846 na Ã’pera de Paris.

Por último, a bailarina do Ballet Nacional de Portugal, Filipa De Castro, ressaltou a beleza da dança como ‘uma expressão de arte fantástica, porque nos faz sentir bem e expressar nossos sentimentos’.

Comentários: