Brasília, 22 de fevereiro de 2018 às 21:55
Selecione o Idioma:

Venezuela Resiste ao Império

Postado em 30/01/2018 3:29

Governo e oposição retomam diálogo na República Dominicana

.


Warning: Illegal string offset 'filter' in /home1/patri590/public_html/patrialatina.com.br/wp-includes/taxonomy.php on line 1372
Share Button

Caracas, 30 Ene. AVN

O governo venezuelano e representantes da oposição decidiram retomar as conversações do diálogo na República Dominicana nesta terça-feira, informou o porta-voz da presidência desta nação, Roberto Rodríguez.

Em declarações transmitidas pela Telesur, Rodríguez afirmou que esta decisão se deve a que as duas partes vão debater, com mais tempo, os pontos para chegar a um acordo final.

“É um tema de crucial importância que amerita toda a seriedade e todos temos que entender que é razoável e conveniente que tomem seu tempo e por isso amanhã às 9 da manhã voltarão a se reunir”, disse o porta-voz da presidência da República Dominicana.

Rodríguez afirmou que as duas partes desejam um acordo e que por isso estão reunidos na República Dominicana. “É o melhor que pode acontecer na Venezuela e por isso estão aqui”, destacou.

Mais cedo, governo e oposição fizeram um recesso de três horas para retomar a reunião às 21 h, após seis horas de diálogo.

A mesa de diálogo foi uma iniciativa do presidente da República, Nicolás Maduro, desde 2013. Desde então, fez mais de 400 chamados à oposição para a assinatura de um acordo de paz e de estabilidade democrática.

A partir de setembro de 2017 se iniciou uma nova etapa do diálogo na República Dominicana que contou com o acompanhamento do ex-presidente do governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero e do presidente dominicano, Danilo Medina, assim como do Chile, México, Bolívia, Nicarágua e São Vicente e Granadinas.

Pelo governo venezuelano, estão presentes Jorge Rodríguez, chefe da delegação venezuelana, Delcy Rodríguez e Roy Chaderton.

Pela oposição estão os deputados da Assembleia Nacional em desacato, Julio Borges, Simón Calzadilla, Enrique Márquez, o dirigente do partido Um Novo Tempo, Manuel Rosales, entre outros.

Comentários: