Brasília, 17 de janeiro de 2018 às 02:14
Selecione o Idioma:

Brasil

Postado em 15/12/2017 12:02

Guardian enterra (ainda mais) a Globo na máfia da FIFA

.


Warning: Illegal string offset 'filter' in /home1/patri590/public_html/patrialatina.com.br/wp-includes/taxonomy.php on line 1372
Share Button

Burzaco: todos sabiam que a propina vinha da Globo

O Conversa Afiada reproduz trechos de reportagem de Oliver Laughland e Jon Swaine no Guardian (clique aqui para ler a íntegra):

Executivos da Fox são suspeitos de aceitar acordo para o pagamento de milhões de dólares em propinas para dirigentes do futebol sulamericano para garantir direitos de transmissão de torneios, de acordo com documentos da Promotoria dos EUA.

Os documentos são parte da investigação contra a corrupção no futebol que, pela primeira vez, revela o papel dos dirigentes supostamente envolvidos.

(…) Promotores dos EUA afirmam que o esquema de pagamentos multimilionários ajudou uma offshore da qual faz parte a Fox – T&T Sports Marketing Limited – a obter os lucrativos direitos da Taça Libertadores, a principal competição interclubes da América do Sul, que é assistida por mais de 1 bilhão de fãs de futebol ao redor do mundo e impulsionou as carreiras de várias estrelas do futebol, como Pelé e Neymar.

(…) No final de 2012, de acordo com as denúncias, Carlos Martinez, executivo da Fox e então diretor da T&T, assinou documentos que “reestruturaram” o modo como a T&T pagava propinas.

De acordo com a denúncia, os documentos mostravam o pagamento a uma companhia com nome similar na Holanda. Essa companhia, de acordo com a denúncia, era propriedade da Torneos [y Competencias, o grupo midiático argentino que fez parceria com a Fox por meio da T&T]. Era administrada pela Mossack Fonseca, peça central no escândalo dos Panama Papers. Ela era usada, segundo a denúncia, para receber pagamento pelos direitos de transmissão da Libertadores comprados pela Rede Globo e para pagar propinas por meio de empresas de fachada.

(…) Alejandro Burzaco, ex-CEO da Torneos, contou à corte [dos EUA] no mês passado que ninguém quis alterar a estrutura de pagamentos ilícitos dessa empresa holandesa: “As cinco pessoas com as quais estávamos almoçando no restaurante Milos, em Miami Beach, sabiam que os fundos para o pagamento de propinas envolvendo a Copa Sulamericana e a Copa Libertadores vinham do dinheiro que a a Rede Globo mandava para a T&T Holanda, e deles para os executivos de futebol.

(…)

Em tempo: não deixe de assistir à entrevista do Azenha à TV Afiada, em que descreve o papel dos quatro fios desencapados que vão implodir a Globo.​ Interessante também é a leitura do post “a Globo começa a dar prejuízo já em 2017” – PHA

Fonte: Conversa Afiada

Comentários: