Brasília, 23 de setembro de 2017 às 00:44
Selecione o Idioma:

Oriente Médio

Postado em 04/09/2017 6:00

Hezbollah: EUA tentou impedir ofensiva contra o Estado Islâmico

.

Share Button
“Os EUA ameaçaram o Exército libanês com o corte de apoio se a ofensiva contra o Daesh (acrônimo em árabe de Estado Islâmico) proseguisse”, disse Nasrallah em um discurso transmitido pelas emissoras locais do país por causa da celebração do que está sendo chamado no Líbano de “segunda vitória” (a primeira foi a expulsão das tropas israelenses da maior parte do Líbano em 2000).

Para o líder do Hezbollah, os americanos estavam “descontentes” com o triunfo que os soldados do grupo obtiveram na região de Arsal, de onde expulsaram os combatentes da antiga Frente Al Nusra, ex-filial da Al Qaeda na Síria, no mês passado.

“Mas, graças ao presidente Michel Aoun, essa ofensiva continuou”, disse Nasrallah, ressaltando que toda a fronteira oeste está agora sob o controle do Exército libanês.

Nasrallah completou que o Hezbollah está disposto a liberar as fazendas de Chebaa, um território que fica entre Israel, Síria e Líbano, e outras regiões ainda ocupadas pelos israelenses, se o grupo receber autorização para realizar essas missões.

Fonte: do Resistência com agencia Efe

Comentários: