Brasília, 16 de dezembro de 2017 às 13:34
Selecione o Idioma:

Argentina

Postado em 18/07/2016 4:31

Justiça da Argentina proíbe os “tarifaços” de Mauricio Macri

.

Share Button
Há mais de uma semana os argentinos fazem manifestações contra os tarifaços (EFE)
O governo de Maurício Macri na Argentina tem sido marcado pelo aumento abusivo das tarifas dos serviços básicos como energia elétrica e gás. Depois de mais uma semana de constantes manifestações populares contra os “tarifaços”, a justiça do país determinou nulos os aumentos impostos pelo presidente. 
Macri chegou a suegerir que os argentinos usem “suéter dentro de casa” para economizar energia elétrica e gás, e justificou que os aumentos das tarifas foi imposto para obrigar as pessoas a consumirem menos. A Justiça considerou os tarifaços no gás abusivos e anulou a medida do Executivo em todo o território nacional.

A decisão foi tomada mesmo com a insistência do governo de tentar impedir a ação judicial. Os juízes afirma que os aumentos de tarifa do gás, que chegaram a 1000% estão suspensos.

A Justiça deu razão aos consumidores que reclamaram dos aumentos exorbitantes e suspendeu também os tarifaços de energia elétrica, até agora, apenas na província de Buenos Aires.

Do Portal Vermelho, com Telesur

Comentários: