Brasília, 15 de dezembro de 2017 às 11:09
Selecione o Idioma:

Internacional

Postado em 11/10/2017 9:37

Madri pede para Catalunha explicação quanto à declaração de independência

.

Share Button
© REUTERS/ Paul Hanna

O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, afirmou que o governo solicitou à Catalunha um pedido formal de esclarecimento se ela declarou ou não independência, depois do discurso do líder catalão, Carles Puigdemont, feito na terça-feira (10) sobre o referendo realizado no dia 1º de outubro.

Puigdemont disse, na terça-feira (10), que milhões de catalães apoiam a independência da região, contudo, adicionou que Barcelona estaria pronta para suspender a proclamação para continuar negociando com Madri.O governo espanhol exige que as autoridades da Catalunha expliquem se declaram ou não independência, avisando, assim, sobre a possibilidade de aplicar o 155º artigo da Constituição do país que admite suspender autonomia, afirmou o premiê espanhol, Mariano Rajoy.

“O governo exigirá que as autoridades catalãs expliquem se declaram ou não a independência”, afirmou o premiê.

De acordo com Rajoy, “esta exigência é necessária para poder aplicar o 155º artigo da Constituição”. “Desta forma, queremos deixar nossos cidadãos confiantes”, acrescentou ele.

“A resposta da Generalidade da Catalunha vai definir as decisões que serão tomadas pelo governo espanhol nos próximos dias”, adicionou ele.

O 155º artigo da Constituição permite privar parcialmente a Catalunha do regime de autonomia.Madri considera ilegítimo o referendo sobre a independência da Catalunha, realizado em 1º de outubro. Durante o dia do referendo, em várias zonas eleitorais, confrontos entre a polícia e participantes da votação vieram à tona; pessoas saíram feridas, tantopoliciais como votantes. De acordo com as autoridades catalãs, 90,18% votaram a favor da independência da região, mais de 43,03% catalães participaram da votação.

 Sputnik

Comentários: