Brasília, 21 de abril de 2019 às 23:07
Selecione o Idioma:

Venezuela Resiste ao Império

Postado em 15/02/2018 3:17

Maduro ordena reunião com Colômbia para reforçar segurança na fronteira

.

Caracas, AVN

O presidente da República, Nicolás Maduro, pediu nesta quarta-feira que seja realizada uma reunião entre os governos da Venezuela e Colômbia para instalar um plano de paz na fronteira entre as duas nações.

Durante seu discurso na sessão solene no Tribunal Supremo de Justiça, em Caracas, devido à abertura do Ano Judiciário 2018, o chefe de Estado determinou que esta tarefa estará sob a responsabilidade do ministro da Defesa, Vladimir Padrino López e do chaceler Jorge Arreaza.

“Ordenei para que coordene com o governo colombiano algo necessário, para que coordene de maneira imediata junto ao chanceler da República, com o ministro da Defesa da Colômbia (Luis Carlos Villegas) e a ministra Holguín (chanceler) uma reunião o más rápido possível para avançar em um plano de coordenação e segurança de paz para toda a fronteira”, afirmou.

Maduro destacou que é necessário reforçar a segurança na fronteira colombo-venezuelana em benefício dos dois países, e disse que o Estado seguirá trabalhando para contribuir com a proteção de todos os venezuelanos.

“Muitos contrabandistas roubam o dinheiro da Venezuela, levam a gasolina e os produtos da Venezuela e muito tráfico de drogas”, denunciou, destacando que “queremos uma reunião o mais rápido possível para um plano de paz binacional”.

O chefe de Estado pediu para a Força Armada Nacional Bolivariana (Fanb) maior coordenação para reforçar as medidas de segurança e combater o contrabando.

“Presidente Juan Manuel Santos, eu aqui, de Caracas-Venezuela desde o começo deste ano judiciário, estou de acordo com as decisões que o senhor tomou dentro do território colombiano, que eles reforçem sua presença policial e militar”, disse.

Ressaltou que se existe dois seres humanos totalmente diferentes são o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, “e este presidente operário, filho do Comandante Chávez. Mas enquanto sejamos presidentes da Colômbia e Venezuela estamos obrigados a trabalhar pelo bem de ambos os povos”, afirmou, acrescentando que o destino dos dois países irmãos é viver em paz.

Foto: Rosalía Barreto, AVN

Comentários: