Brasília, 21 de agosto de 2018 às 01:43
Selecione o Idioma:

Venezuela Resiste ao Império

Postado em 30/01/2018 3:31

Maduro: Quero ser o candidato presidencial de todos os movimentos patrióticos

.

Caracas, 29 Ene. AVN

Neste domingo, o chefe de Estado, Nicolás Maduro, ratificou seu compromisso de assumir a candidatura presidencial das próximas eleições convocadas pela Assembleia Nacional Constituinte, que serão realizadas antes de 30 de abril de 2018, para trabalhar pela reivindicação e proteção social dos venezuelanos.

“Todos os movimentos sociais do país têm seus mecanismos e estão fazendo chegar seu apoio, assim que eu quero ser o candidato presidencial de todos os movimentos patrióticos, bolivarianos e chavistas, de todos os venezuelanos e venezuelanas que acreditam no futuro”, manifestou em declarações à imprensa antes de participar de um jogo amistoso de softbol no Complexo Esportivo Comandante Hugo Chávez, localizado no Forte Tiuna de Caracas.

O Partido Socialista Unido da Venezuela (Psuv) realizará na próxima semana um congresso que decidirá seu candidato às eleições presidenciais.

“Me sinto orgulhoso de um partido que deve crescer cada vez mais, se fortalece mais. A juventude do Partido Socialista Unido cada dia deve se fortalecer e todo o Grande Pólo Patriótico”, disse.

Ele ressaltou que durante os 18 anos da Revolução Bolivariana foram realizadas no país um total de 24 eleições, e as forças revolucionárias conseguiram 22 vitórias.

“Esta eleição 25 será a vitória 23 da Revolução Bolivariana”, disse.

O também presidente do Psuv anunciou que o vice-presidente de Assuntos Internacionais do partido da revolução, Adán Chávez, será o chefe do comando de campanha internacional.

Somos Venezuela

Maduro ratificou que “os milhões de venezuelanos que se identifiquem com os planos de futuro e os programas sociais vão ter uma opção democrática” de votar através da chapa do Movimento Somos Venezuela.

O partido Novo Caminho Revolucionário cedeu sua chapa para inscrever o Movimento Somos Venezuela.

“Em todas as eleições presidenciais as missões, grandes missões, os movimentos sociais participaram nos processos eleitorais porque têm direitos políticos constitucionais. Na tática somos flexíveis e criativos e nesse sentido vamos inscrever o Movimento Somos Venezuela, para que todos seus representantes tenham o direito de participar no debate político eleitoral e votar pela pátria”, destacou. A presidenta da ANC, Delcy Rodríguez, estará à frente deste movimento.

Maduro destacou a importância de fortalecer a área econômica para proteger a população dos ataques de setores empresariais inescrupulosos.

“Temos que fazer grandes mudanças econômicas no país para impulsionar o desenvolvimento e para evitar que um grupo oligárquico se apodere das riquezas do país”, afirmou.

Foto:Pedro Mattey, AVN

Comentários: