Brasília, 24 de maio de 2019 às 01:39
Selecione o Idioma:

Papo do Dia:

Meio Ambiente

Postado em 18/05/2016 4:54

Malásia continua a reduzir emissões de CO2

.

Kuala Lumpur, (Prensa Latina) Malásia alcançou, no final de 2015, 35 dos 40% fixado para 2020 de redução de emissões de dióxido de carbono (CO2), afirmou o primeiro-ministro Najib Razak, durante sua visita a Londres que conclui hoje.

O plano de assistência financeira para o desenvolvimento de tecnologia verde contribuiu para a execução de 188 projetos, o que se traduziu em uma diminuição de 2 milhões e 310 mil toneladas do mencionado gás de efeito estufa, segundo informou o chefe de Governo.

Durante um seminário realizado ontem como parte do programa de sua viagem de trabalho ao Reino Unido iniciado no dia 15, Razak assinalou que isso gerou por sua vez quatro mil novos empregos.

“Tomamos estas metas a sério e isto demonstra o trabalho que implica cumpri-las”, afirmou em seu discurso sobre Competitividade Global: Aspirações da Malásia, durante a Série de Conferências Distintas GSIAC-Khazanah, segundo informam aqui os meios de imprensa.

A esse respeito afirmou que o governo adotou muitas iniciativas em matéria de impostos para estimular as empresas a aplicar tecnologias limpas, além de estabelecer a meta para uma capacidade instalada de energia renovável.

Tudo isso, disse, com o objetivo de fazer com que o crescimento verde seja uma parte integral do XI Plano da Malásia, que guiará o país durante os próximos quatro anos.

Comentários: