Brasília, 20 de março de 2019 às 14:19
Selecione o Idioma:

Internacional

Postado em 07/03/2019 4:13

Militares americanos consideram S-400 russos na Turquia uma ‘ameaça’ aos caças F-35

.

© Sputnik / Mikhail Mokrushin

Os EUA temem que a Turquia possa “destruir por dentro” as perspectivas do caça multifuncional de quinta geração F-35, considerado o mais caro de todos os tempos, refere o site de notícias Business Insider.

A Força Aérea turca já dispõe de dois aviões deste tipo, além de planejar obter os sistemas russos de defesa antiaérea S-400 Triumph, cujo contrato de entrega foi assinado em 2017, informa a edição.

“O meu melhor conselho militar seria que não prosseguíssemos com os F-35, voando ou trabalhando com um aliado que trabalha com sistemas russos, particularmente sistemas de defesa antiaérea, com aquilo que eu diria ser provavelmente uma das capacidades tecnológicas mais avançadas”, disse à Business Insider o general Curtis Scaparrotti, chefe do Comando Europeu dos EUA (USEUCOM).

Outro general sênior dos EUA, o comandante da Força Aérea dos EUA na Europa e África, Todd Walters, observou anteriormente que as capacidades do sistema S-400 permitem aos seus proprietários compreender e avaliar melhor o potencial do caça F-35, o que não seria bom para a OTAN.

Além disso, também está previsto que o lado russo ensine os militares turcos a trabalhar com os S-400 e terá assim a oportunidade de explorar as capacidades dos F-35.

De acordo com o tenente-general aposentado da Força Aérea dos EUA, David Deptula, a integração dos S-400 no sistema de defesa aérea de um país da aliança levará à transferência da vantagem tecnológica do caça americano para os sistemas russos de defesa antiaérea.Anteriormente, o ministro da Defesa da Turquia, Hulusi Akar, afirmou que os sistemas S-400 serão instalados em outubro de 2019, sendo o contrato de fornecimento de quatro divisões desses sistemas estimado em US$ 2,5 bilhões (R$ 9,5 bilhões).

Os EUA exigem que os parceiros turcos abandonem os sistemas russos a favor dos sistemas americanos de defesa antiaérea Patriot.

Sputnik

Comentários: