Brasília, 12 de dezembro de 2018 às 22:20
Selecione o Idioma:

Brasil

Postado em 06/03/2018 12:43

Moro conseguiu: sem Lula, Bolsonaro ganha!

.

Popularidade de Temer perde para margem de erro

Da Reuters:

Lula mantém liderança nos cenários eleitorais em que aparece, diz pesquisa CNT/MDA

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva mantém sua liderança em todos os cenários eleitorais em que seu nome aparece como candidato à Presidência da República, apontou pesquisa CNT/MDA divulgada nesta terça-feira, tanto no primeiro quanto no segundo turno.

O deputado Jair Bolsonaro lidera as intenções de voto nos cenários em que Lula não é candidato.

Na sondagem de intenção de voto espontânea para a Presidência, Lula soma 18,6 por cento. Bolsonaro ocupa a segunda posição, com 12,3 por cento, seguido de Cirо Gomes (PDT), com 1,7 por cento, e o governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), com 1,4 por cento. (…)

Apesar da liderança na pesquisa, Lula poderá ser impedido de disputar a eleição de outubro. O ex-presidente teve uma condenação em primeira instância confirmada pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). A Lei da Ficha Limpa determina a inelegibilidade de condenados na Justiça por órgãos colegiados, caso da 8ª Turma do TRF-4. Os advogados do ex-presidente, no entanto, ainda podem recorrer a tribunais superiores para garantir a candidatura. (…)

Ainda segundo a Reuters:

Popularidade de Temer pouco se altera, avaliação positiva do governo vai a 4,3%, mostra CNT/MDA

A popularidade do presidente Michel Temer pouco se alterou nos últimos meses, segundo pesquisa CNT/MDA divulgada nesta terça-feira, que mostrou que a avaliação ótima/boa do governo passou a 4,3 por cento em março, ante 3,4 por cento em setembro.

A pesquisa do instituto MDA para a Confederação Nacional do Transporte (CNT) apontou que a avaliação ruim/péssima foi a 73,3 por cento, contra 75,6 por cento, enquanto a avaliação regular do governo passou a 20,3 por cento, ante 18,0 por cento na pesquisa anterior. A margem de erro da sondagem é de 2,2 pontos percentuais.

Ainda de acordo com o levantamento, o percentual dos que desaprovam o desempenho pessoal do presidente é de 83,6 por cento —era de 84,5 por cento em setembro—, enquanto os que aprovam somam 10,3 por cento, em comparação a 10,1 por cento. (…)

Em tempo: sobre o presidente ladrão, favor consultar o ABC do C Af

Comentários: