Brasília, 23 de setembro de 2018 às 20:36
Selecione o Idioma:

Oriente Médio

Postado em 01/05/2018 9:23

Netanyahu ganha direito de declarar guerra sem consentimento do governo

.

© REUTERS / Jonathan Ernst

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e o ministro da Defesa, Avigdor Lieberman, terão direito de declarar conjuntamente o país em estado de guerra, informou a assessoria de imprensa do Knesset (Parlamento de Israel).

Os deputados aprovaram a emenda de lei que permite declarar guerra sem o consentimento de todo o governo.

“Em casos extremos, quando não existe a possibilidade de esperar que se reúna o número necessário de membros do gabinete, o primeiro-ministro e o ministro da Defesa poderão conjuntamente tomar a decisão sobre a declaração de guerra”, assinala o comunicado.Especifica-se que para as situações de menor gravidade será suficiente a presença de metade dos membros do gabinete para aprovar o ato.

“A respectiva emenda concede diretamente ao gabinete político-militar o direito de declarar estado de guerra e de dar início a uma operação militar de grande envergadura”, indica o documento.

Comentários: