Brasília, 15 de outubro de 2018 às 18:04
Selecione o Idioma:

Venezuela Resiste ao Império

Postado em 03/10/2018 11:24

Venezuela: Maduro destaca impulso do petro como epicentro do desenvolvimento econômico

.

Caracas, Oct. AVN

O presidente da República, Nicolás Maduro, destacou o impulso e fortalecimento da nova etapa da criptomoeda venezuelana, o petro, com a entrada em funcionamento do blockchain como o epicentro do desenvolvimento econômico do país.

“Nasceu o petro! A Venezuela abre caminho ao futuro iniciando uma nova etapa na história econômica e monetária do país. Tomamos importantes decisões para fazer de nosso criptoativo, o epicentro do desenvolvimento de nossa economia”, disse o mandatário em sua conta oficial no Twitter.

Nesta segunda-feira, 01, Maduro ativou a entrada em funcionamento do blockchain para a moeda digital petro, que se tornou moeda comercial nacional e internacional.

Com esta disposição se iniciam todos os sistemas e processos do blockchain da criptomoeda que sustentará todo o plano do petro em um período aproximado de 10 anos.

Em outra mensagem divulgada na rede social nesta terça, o mandatário venezuelano compartilhou o novo Whitepaper, “livro reitor de nossa moeda digital, feita por especialistas e com tecnologia venezuelana. Devemos nos familiarizar como será nosso futuro econômico”.

O presidente Maduro também confirmou no Twitter que no dia 29 de outubro haverá uma reunião com mineradores e especialisas na área de criptoativos, com o objetivo de preservar um balanço do desenvolvimento do petro.

Esta moeda digital forma parte das estratégias do Plano de Recuperação, Crescimento e Prosperidade Econômica para a Venezuela que realiza o Executivo desde 20 de agosto para superar os fatores que perturbam a economia nacional. Entre suas linhas de ação se contempla a expansão e consolidação do petro como moeda de intercâmbio comercial internacional.

O petro é a primeira criptomoeda lastreada nas riquezas geradas pela produção petroleira do país. Foi criado em dezembro de 2017 pelo Executivo para combater o bloqueio fnanceiro, captar investimentos e ser usada como instrumento de pagamento na aquisição de bens e serviços.

Foto: Imprensa Presidencial

Comentários: