Brasília, 16 de dezembro de 2017 às 01:33
Selecione o Idioma:

Venezuela Resiste ao Império

Postado em 17/11/2017 4:25

Venezuela paga US$199,6 milhões em juros de bônus 2019 e 2024

.

Share Button

AVN

 Caracas, 16 Nov. AVN.- O governo da Venezuela iniciou a transferência de US$199,6 milhões para o pagamento correspondente aos juros dos Bônus Soberanos 2019 e 2024, informou o Ministério da Economia e Finanças em sua conta no  Twitter.

O Executivo anunciou nesta semana, após concluir uma reunião do Conselho de Ministros, o início da distribuição dos juros da dívida externa venezuelana, que por ordem do presidente Nicolás Maduro está em fase de renegociação.

“Nosso Governo segue cumprindo seus compromissos e ratifica o chamado à renegociação da dívida externa venezuelana”, enfatizou o ministério em mensagem publicada na quarta-feira.

Através do Ministério da Economia e Finanças, o governo repudiou que a agência de classificaçao financeira Standart & Poors tenha rebaixado a nota da Venezuela, após declarar um suposto default parcial da nação por não ter supostamente pago alguns bônus globais.

“Condenamos o ataque da agência Standart & Poors, agente da agressão imperial, protagonista do bloqueio e perseguição financeira contra a Venezuela e criadora do risco-país induzido”, denunciou o ministério.

O novo pagamento do Estado venezuelano se soma aos mais de US$73,3 bilhões que pagou nos últimos meses por capital e juros.

Além disso, a estatal Petróleos de Venezuela (Pdvsa) anunciou na mesma quarta o pagamento dos juros dos detentores de bônus com vencimento em 2027.

No dia 2 de novembro, o chefe de Estado determinou a criação de uma comissão presidencial para o refinanciamento e reestruturação da dívida externa, que se reuniu na segunda-feira pela primeira vez com os detentores de bônus nacionais provenientes da Venezuela, Estados Unidos, Panamá, Reino Unido, Portugal, Colômbia, Chile, Argentina, Japão e Alemanha.

O governo denunciou que a nação sofre um cerco financeiro imposto pelos Estados Unidos, depois que a administração do presidente presidente Donald Trump aprovou um decreto executivo em agosto, que proíbe aos detentores de bônus desse país negociar novos bônus do Estado e da Pdvsa

Comentários: