Brasília, 18 de dezembro de 2018 às 12:30
Selecione o Idioma:

Venezuela Resiste ao Império

Postado em 01/01/2018 10:34

Venezuela ressalta acatamento inequívoco do Brasil e Canadá às decisões da Constituinte

.

Caracas, AVN

A República Bolivariana da Venezuela ressaltou nesta quinta-feira o acatamento inequívoco dos governos do Brasil e Canadá às decisões tomadas pela Assembleia Nacional Constituinte no dia 23 de dezembro, quando está instância declarou personas non gratas o embaixador do Brasil na Venezuela, Ruis Carlos Pereira, e o encarregado de Negócios do Canadá, Craig Kowalik, e os dois governos tomaram ações recíprocas contra diplomatas venezuelanos.

Em nota, publicada no Twitter do ministro das Relações Exteriores, Jorge Arreaza; a Venezuela “considera como um bom signo o acatamento inequívoco da medida por parte dos governos do Brasil e Canadá, que finalmente dão sinais de reconhecimento e respeito às instituições venezuelanas e em particular ao caráter plenipotenciário da soberana Assembleia Nacional Constituinte”.

Veja abaixo a nota na íntegra:

COMUNICADO OFICIAL

O Governo da República Bolivariana da Venezuela faz conhecer à comunidade nacional e internacional que recebeu uma notificação da Soberana Assembleia Nacional Constituinte mediante a qual este magno corpo plenipotenciário, investido pelo poder originário do Povo venezuelano, decidiu em virtude dos sistemáticos atos de ingerência nos assuntos internos da Venezuela, declarar persona Non Grata o embaixador da República do Brasil, Ruis Carlos Pereira e o Encarregado de Negócios do Canadá Craig Kowalik em 23 de dezembro de 2017.

Sobre o particular, a Assembleia Nacional Constituinte enviou respectivas comunicações às embaixadas do Brasil e Canadá, cujos governos acataram a medida, inclusive antes de receber a notificação escrita e, em consequência, decidiram aplicar a reciprocidade contra funcionários diplomáticos venezuelanos em tais países.

O Governo da República Bolivariana da Venezuela considera como bom signo o acatamento inequívoco da medida por parte dos governos do Brasil e Canadá, que finalmente dão sinais de reconhecimento e respeito às instituições venezuelanas e em particular ao caráter plenipotenciário da soberana Assembleia Nacional Constituinte.

O Governo da República Bolivariana da Venezuela reafirma também que sempre tem sido respeitoso dos assuntos internos do Brasil e Canadá, conduta que praticaram disciplinadamente todos os diplomatas venezuelanos. Nesse sentido, valora a medida de reciprocidade aplicada por ambos os países como injustificada.

O Governo da República Bolivariana da Venezuela expressa sua indeclinável subordinação às decisões da Soberana Assembleia Nacional Constituinte como expressão do poder originário do Povo venezuelano.

Caracas, 28 de dezembro de 2017

Comentários: